Arquivo mensal: Janeiro 2018

Pensamentos Incomodantes

“Na realidade, a vida não nos pergunta nada, limita-se a acontecer. E, na maioria das vezes, nem sequer nos damos conta da simplicidade em todo este processo que é viver.

Quando o que está a acontecer é o esperado por nós, achamos que tudo é simples e maravilhoso. Conseguimos fazer tudo aquilo a que nos propomos, e a vida é maravilhosa, bela, somos bons e fantásticos. Mas como reagimos quando não acontece o que estávamos à espera?”

Retirado de “Pensamentos Incomodantes”

Excessos mentais

Já contou as suas calorias mentais hoje?

 

Por vezes, preocupamo-nos muito, pensando nas coisas que podem vir a acontecer no futuro, ou que podem estar a acontecer com quem não está ao pé de nós ou com qualquer outra coisa.

Estamos obesos mentalmente e nem nos damos conta disso.

Preocupamo-nos com os excessos de comida nas datas festivas, mas não prestamos grande atenção aos excessos mentais que surgem por tudo e por nada.

E os excessos não surgem dos pensamentos, já que não os controlamos.

Surgem da necessidade de nos apegarmos a eles, nas preocupações constantes, como se, o facto de me preocupar resolvesse a situação.

E vamos engordando mentalmente com todo este apego e toda esta atividade cerebral, com todos estes excessos de “alimentos para a mente”.

Como seria uma desintoxicação de todas estas calorias mentais?

De que forma poderia fazer uma dieta?

Talvez prestando atenção a todos os pensamentos que surgem. Apenas dando atenção ao que surge.

A desintoxicação teria início no momento em começasse a questionar se toda a preocupação estava a ajudar em alguma coisa.

Depois, poderia perguntar a cada preocupação se estava a acontecer no momento.

Desta forma, daria início a um processo de simplificação do momento presente.

“Preocupar ajuda ao que está a acontecer?”

“O que posso fazer para ajudar?”

“Está a acontecer no momento a situação que está na mente?”

Dia-a-dia, a desintoxicação criaria um lugar mental com menos excessos e mais serenidade.

Temos excessos mentais de vez em quando, mas posso alimentá-los continuamente ou posso desintoxicar de vez em quando.

Posso escolher entre uma mente mais vazia ou uma mente obesa.

Posso continuar a lamentar ou fazer algo para alterar o excesso mental.

 

Já contou as suas calorias mentais hoje?

 

 

 

 

Pensamentos Incomodantes

(…) Esta rapariga começou a notar que as pessoas à sua volta também mudaram, pois somos todos espelhos daquilo em que acreditamos. Ela passou a respeitar-se mais enquanto pessoa, ao dizer não a diversas situações que não eram para ela, o que originou um maior respeito por parte das pessoas com quem trabalhava.

E o trabalho que se fez foi simples: apenas questionar os pensamentos que conduziam às suas atitudes e às dos outros.

Ao fazer o trabalho comigo e com outras pessoas, percebi que acreditamos em muitas ideias e pensamentos, sem que algum dia os tenhamos questionado. (…)

Retirado de “Pensamentos Incomodantes”