Arquivo de etiquetas: retiros

Retiro A Busca Interior

O Retiro “A Busca Interior” consiste num fim-de-semana de encontro individual dentro do grupo, onde poderá olhar para o que está debaixo das camadas que foram sendo construídas ao longo do tempo, para os medos, as vergonhas e as culpas que não permitem ficar em paz com os Outros e com a Vida.

O Retiro “A Busca Interior” proporciona uma paragem no ritmo diário para desligar o piloto automático e ficar mais presente para o momento.

“À medida que vou tomando consciência de que o momento presente é tudo o que existe, eventualmente poderei deixar as histórias que me acompanham e que me conduzem ao mal-estar e à dor, para haver lugar para o Ser Completo e em paz com o que está a acontecer.”

Orientado por Ana Pifre, autora do livro candidato ao Plano Nacional de Leitura “Pensamentos Incomodantes”.

Programa:

Dia 26 – sexta-feira: Receção a partir das 19 horas e até às 20 30 horas (pós jantar)

Dia 27 – sábado: Retiro

Dia 28 – domingo:  Retiro até às 13 00 horas. Partilha e fecho entre as 14 30 horas até às 16 30 horas

 

Data: 26, 27 e 28 de maio

Local: Azeitão

Investimento:

– 200,00 com alojamento e refeições (sábado e almoço de domingo)

– 160,00 sem alojamento (inclui almoço e jantar de sábado e almoço de domingo)

Desconto de 15% para anteriores participantes em Workshops e Retiros

 

Informações e Inscrições:

– Inscrições limitadas

– Reserva com pagamento de 50 Euros, até ao dia 15 de abril e o restante até 15 de maio

aoencontrosilenciointerior@gmail.com | 918112675

baiadalma@hotmail.com | 964769876

 

Retirar o que não importa

E podemos passar o tempo a olhar para fora e a julgar o que está mal, ou podemos olhar para dentro com curiosidade e perguntar se a camada para onde estamos a olhar ainda nos faz sentido ou é apenas algo que nos acompanhou, mas que já pode ser retirada.

 

Nunca fui muito de retiros…até passar a ser.

Se me dissessem há uns anos atrás que eu iria estar alguns dias a questionar o que vai cá dentro, a reação imediata era rir do assunto e achar que não era para mim.

Até chegar a altura de me sugerirem o primeiro fim-de-semana a olhar para dentro. Algo que surgiu naturalmente e que aceitei com curiosidade.

Foi uma experiência libertadora. Recordo de ter passado muito tempo a gastar os lenços de papel existentes no local. Tal como recordo de ter saído de lá com mais de 30 picadelas de mosquito (bati o record de picadas de insetos nesse fim-de-semana).

Mas também saí de lá com algo de diferente. Ou dito de outra forma, saí de lá sem algumas das cascas que cobriam a minha serenidade.

Como disse uma pessoa quando alguém lhe perguntou o que andava a fazer nas sessões de educação emocional “ando a descascar cebolas!”.

Esta é a grande aventura de um retiro. E pode ser feito durante um fim-de-semana, ou pode ser feito durante a vida toda: retiramos o que não importa, para destapar o que sempre esteve em nós: a serenidade e a paz interior.

E podemos passar o tempo a olhar para fora e a julgar o que está mal, ou podemos olhar para dentro com curiosidade e perguntar se a camada para onde estamos a olhar ainda nos faz sentido ou é apenas algo que nos acompanhou, mas que já pode ser retirada.

E camada após camada, tornamo-nos mais serenos e mais completos. Mais em sintonia com o que nos faz sentido.