Becas, Lisboa

“Não é fácil irmos ao fundo de nós e encontrarmo-nos com o nosso lado mais escuro, mas é sem dúvida muito libertador.

Confrontar-me com as coisas que me envergonham, me fazem sentir culpada, me fazem sentir má pessoa…e poder chorar e rir-me disso…libertando o que estava aprisionado em mim e dando-me a liberdade de ser eu, de me aceitar, distanciar-me dos julgamentos e críticas, reconhecer e mudar padrões, crenças…aproximando-me cada vez mais da minha essência, da minha verdade.

Fazer este trabalho sombra contigo foi um processo muito natural, muito simples.

Até parecia fácil…

No meio das lágrimas e das gargalhadas foste-me guiando por “sombras” muito reveladoras para mim.

Bem Hajas.”